lucianodacunha.net

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Linux + SSH + No-IP

Para disponibilizar acesso à rede externa como por exemplo, servidor ssh, basicamente são necessárias algumas configurações, são estas:
  • Instalação do openssh;
  • Criar uma conta em um serviço de IP dinâmico (DNS);
  • Instalação de um client na máquina servidora, que atualizará seu IP no DNS (Para ISP de IP dinâmico);
  • Configuração do modem/router, liberando portas de acesso.

Mais informações »

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

...mais sobre exceções em Java

Algumas observações:

O tipo da exceção declarada no catch deverá ser compatível com a exceção esperada. Do contrário, o Java alertará que o erro não está sendo tratado. (Exceções verificadas).

Perceba também que existe uma hierarquia permitida para declaração de vários catch's. Caso seja necessário declarar vários catch's procure começar com as classes filhas e posteriormente ir para as classes mais genéricas.

Resumo das Exceptions.

Mais informações »

Marcadores: ,

Tratando exceções em Java

A palavra exceção é clara. Algo que foge à regra. Ou seja, quando um código não se comporta da forma que deveria, muito provalvelmente ocorrerá uma exceção.

Para tratar exceções utilize um bloco de código chamado try/catch. Pense como se vc estivesse tentando executar uma tarefa e caso ocorresse um problema, existisse alguém preparado para capturar o erro. Ex.

criança tentando andar de bicicleta{

 }
 Adulto preparado para ampará-la caso cair {

 }

O exemplo pode até não ser um dos mais felizes, mas é bem o que o try do Java faz. Caso entre o ponto de inicio e fim a referida criança sofra alguma queda, o adulto, preparado para ampará-la, fará com que ela se equilibre e pelo menos termine o trajeto.

Mais informações »

Marcadores: ,

Mais sobre break e continue... agora com rótulos.

As instruções break e continue interrompemo fluxo do processamento com uma pequena diferença, de uma para outra.
  • continue: a execução do loop continua, porém o código após a instrução não será executado enquanto continue estiver sendo processado;
  • break: a execução não continua. O processamento salta para fora do bloco.
Essas instruções só podem ser usadas dentro de um loop.

Mais informações »

Marcadores: ,

Instruções break e continue

As instruções break e continue interrompemo fluxo do processamento com uma pequena diferença, de uma para outra.
  • continue: a execução do loop continua, porém o código após a instrução não será executado enquanto continue estiver sendo processado;
  • break: a execução não continua. O processamento salta para fora do bloco.
Essas instruções só podem ser usadas dentro de um loop.

Mais informações »

Marcadores: ,

O for melhorado

O for melhorado dispensa algumas características em relação ao for básico:
  • não possui seção de expressão booleana;
  • e não possui a seção do incrementador;
Acaba tendo o mesmo comportamento do for..each existente em algumas linguagens, onde para uma coleção ele itera automaticamente sobre cada elemento. Porém, não tem um controle explícito dessa iteração e se quiser acessar algum elemento específico, será necessário criar um incremento.

Mais informações »

...mais estruturas de repetição.

...cansado dessa estruturas, resolvi não comentar muito..somente dentro dos próprios códigos.

Mais informações »

Marcadores: ,