lucianodacunha.net

domingo, 1 de janeiro de 2012

Iniciando em VirtualBox

Já foi o tempo em que para simplesmente testar um sistema operacional - SO - precisávamos alterar todo o layout do Hard Disc - HD, redimensionando as partições afim de alocar o novo hóspede.

Atualmente contamos com algumas inovações da tecnologia que facilitaram e muito a tarefa de conhecer novos SO's, de forma rápida e prática.

Entre várias opções temos os Live CD's, ou seja, mídias 'bootáveis' que oferecem um SO sem a necessidade de instalação, trazendo aos usuários a comodidade de conhecer antes de adotar efetivamente alguma distribuição.

Similar aos anteriores, existem também os Live Usb's, onde a partir de um pendrive USB é possível realizar todas as tarefas anteriormente citadas com os Live CD's.

Mas se a necessidade da instalação for maior, o usuário poderá ainda optar pela recurso da virtualização.

Criado há mais de 40 anos, o conceito de virtualização tinha como objetivo investigar e resolver questões relacionadas a otimização de recursos , paralelismo, redundância, entre outros.

Após alguns anos de pesquisas e aprimoramento, a virtualização ganhou força mas foi somente a partir do final do século passado, com o lançamento da VMWare que esta tecnologia realmente conquistou seu lugar. E apesar do conceito estar diretamente ligado a idéia de mainframes, e grandes servidores, a virtualização tem se mostrado grande aliada em ambientes desktops, facilitando os estudos de SO's sem causar maiores preocupações.



Apresentando: A VirtualBox

A VirtualBox por exemplo, é um software de virtualização que cai como uma luva nesse cenário. Sua praticidade e eficiência, proporciona ao usuário somente a preocupação de decidir qual tipo de máquina quer virtualizar.

A VirtualBox é mais um ativo do legado da Sun Microsystems, recentemente adquirida pela Oracle Corp., mas na verdade seu desenvolvimento se deu pela Innotek, uma empresa alemã, adquirida pela Sun, em 2008.

Instalando a VirtualBox

Sua instalação é muito tranquila. Adquira o arquivo de instalação a partir do seguinte link:


e depois de concluído o download é só executar:

#rpm -ivh VirtualBox_(version).rpm
(Para RedHat e derivados)

Após instalado, execute o script:
#/etc/init.d/vboxdrv setup
Adicione seu usuário ao grupo da VirtualBox
#usermod -G vboxusers seuusername

Algumas considerações

A instalação reclamará alguns módulos do Kernel, caso não tenha, instale-os:
#yum install kernel-devel kernel-headers
Apesar de para alguns parecer óbvio, para a compilação dos módulos o sistema precisará do gcc (compilador), caso não tenha instalado, faça-o:
#yum install gcc
Todas as mensagens de alertas poderão ser verificadas no seguinte arquivo de log:
# tail /var/log/vbox-install.log 

Instalando o Sistema Operacional Visitante (Guest)

Se vc esta começando com a VirtualBox, talvez tenha dúvida sobre quem são esse dois caras, então ai vai uma rápida explicação:
  • Host (Hospedeiro): a máquina que hospeda a máquina virtual, ou seja a máquina física;
  • Guest (Visitante): a própria máquina virtual, ou melhor, o sistema instalado na máquina virtual.
Para instalar um sistema guest, primeiramente é preciso criar uma máquina virtual. Esse processo é bem intuitivo, bastando apenas ir definindo o nome da máquina e suas configurações básicas.

Algumas recomendações:
  • Escolha o sistema e a arquitetura mais próxima àquela a ser instalada;
  • Deixe de 512 a 1024 de memória principal (dependendo do sistema e disponibilidade);
  • Para cada nova máquina criada, criar um novo disco;
  • O tamanho do disco a ser criado está diretamente relacionado a distribuição a ser instalada e sua finalidade;
  • Após criada a máquina, defina:
    • Modo Bridge na configurações de rede;
    • Drive do Hospedeiro, em Drive de CD/DVD;
Estas seriam algumas configurações básicas para a criação da máquina virtual.

Para instalar uma distribuição, insira a mídia de instalação no drive do hospedeiro e inicie a máquina virtual. A partir daqui, o processo segue com a instalação do SO, onde ocorrerá normalmente como se fosse  em um PC/Notebook real. 

Compartilhando pastas entre Host/Guest com VirtualBox

Outra funcionalidade super interessante da VirtualBox é o compartilhamento de pastas entre host e guest. Assim, com o compartilhamento é possível trocar arquivos entre os dois sistemas! Vamos lá então...

Abra a VirtualBox e com a máquina virtual desligada selecione o sistema Guest desejado e vá em:

Máquina > Configurações... > Pastas Compartilhadas (ou pressione Ctrl + s)

Adicione uma pasta compartilhada e confirme.

Agora, inicie a máquina virtual, e quando o sistema já estiver carregado, selecione na barra de menus da máquina virtual em execução :

Dispositivos > Instalar Adicionais para Convidado...

Acesso a midia de CD/DVD do sistema Guest montando o sistema de arquivos em alguma pasta:
#mount /dev/dvd /mnt/dvd
Acesse o ponto de montagem...
#cd /mnt/dvd
...e execute o seguinte arquivo:
#sh ./VBoxLinuxAdditions_ARCH_.run
(Substituindo "_ARCH_" pela sua arquitetura, verifique os arquivos existentes)

Agora é só montar o sistema de arquivo para concluir o compartilhamento, exemplo:
#mount -t vboxsf /home/usuario/pastaCompartilhadaNoHost \
/home/usuario/pastaCompartilhadaNoGuest

É isso. Um abraço. 

Considerações Finais

O sistema virtualizado oferece maior segurança e auto-confiança durante testes. Pelo fato de ser facilmente reconfigurado, além de não necessitar de grande estrutura, apresenta-se também como uma ótima ferramenta no aprendizado e pesquisas.

A VirtualBox, trouxe ao ambiente desktop a vantagem dessa virtualização, aliada a facilidade de configuração, proporcionando ao usuário doméstico um recurso antigamente acessível somente às corporações.

Vale ressaltar, que em outra versão, o projeto oferece ferramentas de customizações para grandes empresas, o que a torna, uma ótima opção também para a indústria.

Configuração utilizada

  • Host: CentOs 5.4 x86_64 (XFCE)
  • Guest:VirtualBox 3.1.2 Pt_BR com CentOs 5.4 i386 (modo texto)

Para saber mais...

Marcadores: , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial