lucianodacunha.net

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

...mais estruturas de repetição.

...cansado dessa estruturas, resolvi não comentar muito..somente dentro dos próprios códigos.


//Demonstra a utilização do do...while().
class DoWhile{

    public static void main(String[] args){

        int x = 0;

        // Este é o típico loop que será executado incondicionalmente pelo menos
        // uma vez. Note que não há teste antes.
        do {

            System.out.print(x + " " );
            ++x;

        }
        // Importante: O valor dentro dos parenteses (expressão) se variável,
        // sua declaração deverá ser feita antes do while.
        while ( x <= 50);

    }

}

//Demonstra a utilização do while().
class WhileDo{

    public static void main(String[] args){

        int x = 0;

        // Existem caso que esse loop nunca será executado, pois o teste é feito
        // antes.
        while (x <= 50)  {

            System.out.print(x + " " );
            ++x;

        }
        // O loop é automático, não é necessário e nem permitido uma instrução
        // do.

    }

}

//Demonstra a utilização do for básico.
class LoopsFor{
    public static void main(String[] args){

        int x = 0;

        // for básico.
        for (int i = 0; i < 10; ++i){
        // for básico.
                System.out.printf("%02d ", i);
                x = i;
        }

        System.out.println("");
        /**
         * O for básico, apresenta uma estrutura simples, possuindo três seções:
         * - A declaração de uma variável;
         * - Controle de repetição, expressão booleana;
         * - e incremento;
         *
         * Todas são facultativas, obiviamente que a alteração dessa estrutura
         * implicará, em alguns casos, em mudança de comportamento do for.
         *
         * for sem declaração de variável, porém, usando uma variável já
         * existente. Perceba que da mesma forma que o if, mesmo não colocando
         * os colchetes, o loop se restringe somente à primeira linha.
         */
        for ( ; x < 20; x++)
            System.out.printf("%02d ", x );
            System.out.printf("Segunda linha");
        /**
         * ...deixando para imprimir a expressão "Segunda linha" somente no fim
         * do loop.
         */
        System.out.println("");

        /**
         * for que explora outras formas na seção da expressão boolena.
         * além disso, demonstra outras possibilidades na seção do iterador.
         */
        for (int z = x; (z < 30) && (x  < 30); z = ++x)
            System.out.printf("%02d ", z );

        System.out.println("");

        /**
         * for que omite a seção da declaração da variável e a seção da
         * expressão booleana. Perceba que para conseguir sair do loop em
         * algum momento, há a necessidade de declaração um condição dentro do
         * bloco, do contrário ocorreria um loop infinito.
         */
        for (/** lembra do x? */ ; /** cade a expressão booleana? */; x++){

            System.out.printf("%02d ", x);

            // Condição que provoca um saída forçada.
            if (x > 39){break ;}

        }

        /**
         * Outras expressões de saída forçada:
         * break;
         * return;
         * System.exit();
         *
         * note que o x foi utilizado por todo o método em razão de ter sido
         * declarado fora dos loops, o que não o fez uma variável de bloco.
         */
    }
}

Marcadores: ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Página inicial